sábado, 2 de março de 2013

QUANDO UM HOMEM AMA UMA MULHER






            Quando um homem ama uma mulher, ele finalmente entra em contato com o seu lado sensível, aquele que a maioria dos homens jura não possuir. Percebe que é capaz de sentir a presença da falta e que estar só é muito mais que uma situação social, mas um sacrifício para quem está amando. Ele deixa de ser extremamente racional e prático por alguns instantes e permite-se sentir, emocionar-se, guiar-se pela voz do coração. Descobre, então, que chorar não é uma invenção feminina ou uma agressão direta a sua masculinidade, e debulha-se em rios de lágrimas ao sentir saudades.
            Quando um homem ama uma mulher, ele é capaz de fazer coisas que jamais imaginou ou não teve tempo para imaginar, como mandar flores sem uma comemoração específica com um cartãozinho, somente para expressar um pouco do amor que sente e fazer com que a sua amada sinta-se lembrada, especial. Um homem completamente apaixonado é capaz de lembrar, por mais incrível que possa parecer, até daquelas datas imemoráveis culturalmente para os homens: o primeiro dia em que seus olhos avistaram sua musa, o primeiro piscar de olhos dados, o primeiro aperto de mãos. E o primeiro beijo? Este é inesquecível! Ele sabe de cor e salteado como, quando, onde e por quê... A data de aniversário, de noivado, de casamento... nada passa desapercebido da mente do homem que ama de fato.
            Quando um homem ama uma mulher, ele é capaz dos atos mais absurdos possíveis, ainda que corra o risco de ser chamado de maluco ou efeminado pelos amigos. Na verdade ele reconhece que o amor o deixou meio pirado, como que pisando as nuvens e nem pergunta-se o motivo disto. O amor que ele sente está além do que a sua razão machista possa explicar. Na sua mente só existe uma pessoa e ele até deixa de ler aqueles livros que tanto admirava, de ouvir aqueles Rocks pesados, dando preferência a músicas mais românticas. Seu olhar se perde no vazio, sua mente se enche de cores. Se ele não tomar cuidado pode perder o ônibus, tropeçar, bater com o carro, passar pelos seus amigos na rua sem os perceber, chegar atrasado no emprego. Sua mente se torna cativa, seus gestos se tornam mais lentos e seu coração um poço de alegria.
            Quando um homem ama uma mulher, ele conhece cada detalhe seu: o modo como ela ajeita o cabelo, sua forma de andar, seu sorriso, seu jeito de falar. Em tudo ele enxerga sua amada. Se olha para as estrelas, encontra o brilho dos seus olhos; se passa por um canteiro de flores, imediatamente imagina seu perfume; se sente o sol brilhando, queimando sua pele, é como se a sua amada estivesse ao seu lado, transmitindo-lhe seu calor. Se a chuva cai e molha-o, é como a saliva dos beijos da sua querida. Ele é capaz de negar-se a pegar no sono para não ter de parar de pensar na sua amada, com medo que, ao sonhar, não sonhe com ela. Faz promessas absurdas de amor e jura cumpri-las todas. Escreve lindas e apaixonadas cartas e poesias em grande número, colocando em cada uma delas todo o seu sentimento. É acometido de um abrupto Transtorno Obsessivo Compulsivo e já não consegue mais soltar o aparelho telefônico em busca de ouvir a voz do seu amor. Se ela demora a ligar, suas pernas tremem, seu corpo sua, ele fica ansioso, triste, angustiado.
            Quando um homem ama uma mulher, ele se torna verdadeiramente amigo fiel e companheiro de todas as horas, boas ou más. Deseja compartilhar com sua amada todos os seus momentos importantes e jamais a deixa de lado para encontrar-se com amigos, pois ela é mais importante que tudo na sua vida. Mesmo contra a própria natureza machista dominante, ele é capaz de não somente escutar atentamente a tudo o que ela diz, mas também de compreender em cada detalhe. Procura aceitar seus limites e defeitos, suas dores, suas crises existenciais, suas neuras, sua TPM... Não é inconveniente, mal-educado, bruto, narcisista, mas ama com amor altruísta, abnegado, incondicional, ainda que tenha de abrir mão dos seus sonhos ou adequá-los  aos sonhos da amada, da sua companheira.
            Quando um homem ama uma mulher, ele sabe encontrar a medida certa de todas as coisas e jamais se deixa abalar pelas circunstâncias ou vencer-se pelo cansaço. Por mais que surjam derrotas no seu relacionamento, ele tem a certeza de que a luta ainda não terminou. Transforma as barreiras em trampolins para a vitória final, acreditando sempre no amanhã, mas vivendo o hoje como se fosse o último de sua vida. A sua alegria é constante, porém jamais dissimulada. Seus atos são verdadeiros, desprendidos de mesquinhez. Suas palavras são doces, românticas, gentis. Ele deixa de ser um mero espectador sentado na arquibancada de sua vida amorosa e passa a ser um agente criador e transformador da sua própria história. Ele não cruza os braços e espera que as coisas aconteçam, mas arregaça as mangas e coloca as mãos na massa. Mas não age sozinho, pois compreende que o sucesso da sua relação dependerá de ambas as partes.
            Quando um homem ama uma mulher, ele sabe que é tudo uma questão de tempo para que os sonhos comecem a se tornar realidade e que nada jamais será impossível se ele acreditar, se ele de fato amar verdadeiramente, sem reservas, sem medo de ser feliz, dispondo-se sempre a doar-se por completo.
            Quando um homem ama uma mulher, quando ele realmente AMA esta mulher, este amor supera todas as barreiras existentes e o faz triunfar por um caminho apertado, mas essencial para provar seu amor; um caminho que conduz ao destino por ele almejado: a eternidade ao lado da mulher que ele ama.


ESTE E OUTROS LINDOS TEXTOS E POEMAS VOCÊ ENCONTRA NO MEU LIVRO.

PEDIDOS PELO TELEFONE: 84 992285640 (ZAP)
R$ 29,00
ENTREGA EM TODO PAÍS VIA CORREIOS. POSTAGEM GRÁTIS.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, jamais comente anonimamente. Escrevi publicamente e sem medo. Faça o mesmo ao comentar. Grato.