terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Respostas à carta de Padre Zezinho



carta resposta de padre Zezinho

Após ler a carta resposta de padre Zezinho a um protestante, leia a minha carta abaixo.

http://www.youtube.com/watch?v=3gkmr29vKbY
Respostas a carta de Pe. Zezinho


Os evangélicos falam com carinho de Maria como a serva do Senhor e mãe carnal de Jesus, mas jamais poderão compreender e aceitar o papel que o catolicismo coloca para Maria no plano da salvação, porque ele não existe na Bíblia. As igrejas “protestantes” que aceitam o discurso católico mariano, normalmente são os anglicanos e outras seitas. É preciso separar, ainda, a Maria da Bíblia da Maria que o catolicismo crê: não são as mesmas pessoas. Os evangélicos amam a Maria mãe de Jesus, não a Maria rainha, soberana do mundo, mediadora da Trindade, salvadora, redentora, âncora que a igreja católica prega.

Também é impossível compreender uma devoção que leva o homem a se prostrar diante de imagens de escultura, cultuando uma pessoa ao invés do Deus Criador, rezando a ela e contando com o seu patrocínio, ao invés daquele do único mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo, o Deus eterno (Gálatas 3:20; 1 Timóteo 2:5; Hebreus 8:6; 9:15; 12:24). Não existe necessidade de outro, pois se existisse, a mediação de Cristo seria deficiente Ele não poderia ser o Ungido, o Messias.

Não tenho dúvidas que Maria tenha sido a primeira cristã, isto é, a primeira pecadora a reconhecer em Jesus o Cristo e a se converter pela fé na graça de Deus que acabara de lhe tomar como vaso para receber a semente do Espírito Santo. É lindo o cântico de Maria exultando de alegria no seu salvador: “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu salvador” (Lucas 1:46,47). Mas ela não é tão expressiva quanto os apóstolos, como Pedro e Paulo, os mais expressivos evangelistas da Bíblia. Na verdade, a sua última aparição foi em Pentecostes, ao se reunir com os apóstolos (Atos 1:12-14). Depois, nenhum ato de Maria é relatado até o livro de Apocalipse.

De fato condeno, como o Pe. Zezinho, a atitude e as palavras do missivista, embora não tenham publicado a sua carta na íntegra. O objetivo do evangélico, do discípulo de Jesus, não é entrar em atrito com a crença dos outros, mas simplesmente pregar a verdade. Pelo simples conhecimento da verdade, através da iluminação do Espírito Santo, os escolhidos de Deus se convertem, sejam espíritas, católicos, muçulmanos, budistas ou falsos protestantes. Foi assim que aconteceu comigo ao ter as minhas certezas católicas aprendidas desde minha mais tenra idade com a Palavra de Deus. Por outro lado, deixar de falar a verdade é pecado. Deixar de denunciar as heresias é um pecado contra a verdade. Eu refuto bastante as doutrinas católicas porque eu já fui católico e desejo que meus amigos católicos um dia sejam iluminados pelo Espírito Santo.

Mas verdade seja dita: os católicos não veneram Maria, eles literalmente a adoram. Esculpem imagens dela, ajoelham-se diante destas imagens, fazem-lhe pedidos e promessas, cumprem novenas, choram, louvam-na com hinos próprios para ela, chamam-na de mãe de Deus, mediadora, salvadora, porta do céu, esperança dos pecadores, rainha, etc. Tudo aquilo que a Bíblia afirma acerca de Deus Pai, Filho e Espírito Santo, os católicos falam acerca de Maria. Se isto não é adorar, que outro nome se pode dar? Vejamos apenas um exemplo de como Maria é vista:

Deus reina no céu: “O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés; que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso?” (Atos 7:49; cf. Isaías 66:1,2; Salmo 11:4; 73:25; 89:6; 115:16).

Maria reina no céu: “As três Pessoas divinas, colocando-lhe o trono à direita de Jesus, a declaram Rainha universal do céu e da terra. Aos anjos também ordenam, e a todas as criaturas, que a reconheçam por sua Rainha e como tal a sirvam e lhe obedeçam” (Glórias de Maria, de S. Afonso de Ligório, pg. 347; cf. também págs. 43 e 166). “Além disso, se a Virgem Santíssima, como já disse... é a rainha e soberana do céu e da terra... não possui ela tantos súditos e escravos quantas criaturas existem?” (Tratado da verdadeira devoção À Santíssima Virgem, de S. Luís Maria Grignion de Montfort, pg. 80; cf. também pg. 42).


Ir para outra igreja, de fato não muda ninguém. Mas converter-se ao Senhor Jesus pela fé na graça de Deus por meio do Espírito Santo, muda completamente. Convertidos a Jesus não agridem Maria, pois conhecem a Palavra de Deus e a respeitam assim como a qualquer outro personagem bíblico digno, como os heróis da fé e entre eles a prostituta Raabe, dos quais, segundo afirma o autor do livro de Hebreus, o mundo não é digno (Hebreus 11:38). Maria, embora tenha sido modelo de fé para todos os cristãos de todas as épocas e seja o modelo perfeito de inspiração para o fiel católico, não consta na lista dos heróis de Hebreus capítulo 11.

O crente pode se achar do “dono da verdade”, mas ele jamais se considerará a quarta pessoa da Trindade. Mas os católicos acham isso de Maria. Comparando o que os mais aclamados autores dizem de Maria com aquilo que os escritores sagrados afirmam de Deus Pai, Filho e Espírito Santo, podemos comprovar essa afirmação. Façamos isto através dos seguintes exemplos:

Deus é Salvador: “Ora, é para esse fim que labutamos e nos esforçamos sobremodo, porquanto temos posto a nossa esperança no Deus vivo, salvador de todos os homens, especialmente dos fiéis” (1 Timóteo 4:10; cf. Salmo 106:21; Isaías 43:11; 60:16; Lucas 1:47; 2:11; Atos 13:23; 1 Timóteo 2:3; 1 João 4:14; Judas 25).
Maria é salvadora: “’Em mim há toda a esperança da vida e da virtude’ (Eclo 24,25). Em suma acharemos em Maria a vida e a nossa salvação. ‘Quem me acha, achará a vida e haurirá do Senhor a salvação’ (Provérbios 8,33)” (Glórias de Maria, pg. 134).

Sem obediência a Cristo não há salvação: “Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu. E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem...” (Hebreus 5:8,9; cf. Atos 5:32; Romanos 10:16; 2 Tessalonicenses 1:8; 1 Pedro 4:17).
Sem servir a Maria não há salvação: “Desde que não lhe ponhamos obstáculos, alcança-nos essa divina Mãe o paraíso, pela eficácia de suas súplicas e de seu patrocínio. Aquele, por conseguinte, que a serve e conta com sua intercessão, está seguro do paraíso, como se já ali estivesse... aqueles que não servem a Maria, não se salvarão; porquanto, destituídos do auxílio da poderosa Mãe, ficam também privados do socorro do Filho e de toda a corte celeste” (Glórias de Maria, pg. 198).

O Espírito Santo habita em nós através de Cristo: “E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça. E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita” (Romanos 8:10, 11; cf. 1 João 4:13; 3:24; 1 Pedro 4:14; Hebreus 6:4; 1 Tessalonicenses 4:8; Efésios 1:13; Gálatas 4:6; 2 Coríntios 1:22; Atos 19:2; 5:32; 2:17).
O Espírito Santo habita em nós se formos devotos de Maria: “Quando o Espírito Santo, seu esposo, a encontra numa alma, ele se apodera dessa alma, penetra-a com toda a plenitude, comunicando-lhe abundantemente e na medida que lhe concede sua esposa; e uma das razões por que, hoje em dia, o Espírito Santo não opera, nas almas, maravilhas retumbantes, é não encontrar ele uma união bastante forte entre as almas e sua esposa fiel e inseparável<!--[if !supportFootnotes]-->[1]<!--[endif]-->” (Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem, pg. 40, 41).
  
Não é o crente que decide quem vai ou não para o inferno. Por mais que se tente negar, a Bíblia deixa bastante claro que alguns irão para o céu: aqueles que aceitaram pela fé a Jesus como seu único e suficiente Salvador (João 3:16; 5:24; Efésios 2:8,9; Romanos 6:21-23; 8:1). Da mesma forma, deixa claro que alguns irão para o inferno (Mateus 13: 36-43; 25:31-46; 2 Pedro 3:1-13; Apocalipse 21:1-8)  e que nem todos são filhos de Deus: (1 João 1:22,23; 3:9,10; João 1:12; 8:47; Romanos 8:13,14; Gálatas 3:26).  Quanto a segurança da salvação, isto é algo que a própria Bíblia lhe garante, como os versículos acima já nos mostraram. NENHUMA CONDENAÇÃO HÁ PARA OS QUE ESTÃO EM CRISTO JESUS (Romanos 8:1).

Ao escrever para condenar a prática condenável do evangélico em desrespeitar Maria e a fé católica, o Pe. Zezinho responde na mesma moeda, utilizando-se de ironia: “Mais uns dois anos, talvez dê um golpe de estado no céu e se torne a primeira pessoa da Trindade.Então talvez, mande Deus avisar quem você vai por no céu e no inferno”. Os católicos e membros de outras religiões e seitas insistem em negar que há certeza da salvação e que a Bíblia diz sim quem irá e quem não irá pro céu. Não é o crente que condena alguém, mas é esse alguém que já se condena por não aceitar a Jesus como Senhor e Salvador da sua alma, como vimos anteriormente e podemos ver ainda em: Mateus 10:32 e Romanos 10:11. Quer saber se você vai para o céu ou para o inferno? Basta saber do fundo do coração se você aceitou ou não a Jesus Cristo como o seu único e suficiente Salvador e Senhor.

Em um ponto Pe. Zezinho tem razão: nosso discurso precisa ser mais fraterno. Ninguém tem o direito de agredir ninguém por conta da sua fé. Como eu já disse, a nossa obrigação como discípulos de Jesus é pregar o Evangelho e a pregação da verdade revelada, por si só já tem o poder de convencimento por meio da operação do Espírito Santo. Assim aconteceu com Agostinho, com Lutero, comigo e com incontável número de crentes espalhados pelo mundo inteiro desde a criação do mundo. Mas o próprio apóstolo Paulo parece se exaltar ao lidar com a incredulidade dos gálatas (Gálatas 3:1). O próprio Jesus não utilizava palavras bonitas para confrontar a religiosidade hipócrita dos fariseus (Mateus 3:7; 23:13,33; Lucas 11:42). Ao falar com os católicos não estamos lidando com pecadores comuns, mas com pecadores que insistem em heresias contrárias à fé cristã, que deturpam a Bíblia e criam invenções abomináveis que fazem com que o verdadeiro discípulo de Jesus não consiga ficar calado, como o purgatório e as indulgências, que simplesmente eliminam a doutrina da salvação, do perdão, da fé, da graça, da restauração, da redenção, da reconciliação...

Porém, esse discurso ameno que o padre pede do missivista não é nem um pouco o mesmo dos católicos ao falarem a respeito dos protestantes. Já participei, como convidado, de uma reunião de católicos evangelistas, onde os protestantes eram mostrados como perigosos, um risco a fé católica, membros de seitas terríveis e servos de Satanás. Basta lermos um trecho do livreto “Cuidado com as Seitas”, criado pelo padre Flaviano Amatulli Valente. que recebi na ocasião. Podemos ler logo na capa logo na capa: “Não se deixem enganar. Somente a Igreja Católica foi fundada por Jesus Cristo. As demais são ‘INTERESSES PARTICULARES’”. Em outro livro do mesmo autor, intitulado “A Igreja Católica e as seitas: perguntas e respostas”, na página 6 podemos encontrar uma gravura mostrando a igreja católica alicerçada sobre a rocha, chamada Pedro, e cuidada por Jesus. Em baixo, membros da Assembleia de Deus, Pentecostais, Testemunhas de Jeová e Igreja Universal do Reino de Deus lançando setas contra a igreja católica, sendo comandados por Satanás. Já o livreto do padre Vicente, SVD, intula-se: “Respostas da Bíblia às acusações dos ‘crentes’ contra a Igreja Católica”, com a palavra “crentes” entre aspas. Os católicos possuem um desprezo velado pelos evangélicos que muitas vezes se demonstra ódio.

Pe. Zezinho diz que Maria é um excelente caminho para Jesus. Onde diz isso na Bíblia? Procure um único versículo que mostre isso claramente. Porém, pelas regras da hermenêutica bíblica, este versículo deverá obedecer o seu contexto total e encontrar respaldo em toda a Bíblia, como uma doutrina revelada claramente. Tal padrediz que quem está perto de Maria, nunca está longe de Jesus. Bom, isso pode ter algum sentido na teologia católica que se utiliza de livros apócrifos, não inspirados, para falar da Assunção de Maria aos céus, viva. Porém, como nós protestantes consideramos apenas a Bíblia como nossa regra de fé e prática cristãs, Maria está morta e os mortos não tem contato algum com este mundo. Na verdade, ela não faz a mínima ideia do que se passa na religião católica, não sabe que está sendo adorada, invocada. Se soubesse, como serva do Senhor que ela era, ficaria escandalizada.

Qual o poder da “mãe de Deus”? Nenhum! Na verdade, o poder que operava em Maria é o mesmo que opera na vida de qualquer ser humano que se converte a Jesus. O poder de Deus que salva o pecador, liberta, redime, santifica, capacita, justifica, prepara-o para as obras de Deus. O mesmo Espírito Santo que operou em Maria, operou nos apóstolos e em todos os cristãos de todas as épocas. Claro, alguns se deixaram encher mais pelo Espírito e se tornaram homens e mulheres extraordinários. Porém, o mesmo Espírito que santificou Maria, santificou a mim, a inúmeros traficantes, estupradores, assassinos, parricidas, pedófilos, adúlteros, mentirosos, que hoje são "ex" todas essas coisas.

É errada a afirmação de Pe. Zezinho que Maria pode milhões de vezes mais aproximar os homens de Jesus do que o missivista. De fato a estratégia criada pelo missivista para convencer o padre do seu pecado foi errada, pois ele deveria ter simplesmente apresentado a verdade do Evangelho e orado. Mas se Maria jaz como todos os outros de sua época, como apresentará preces a Deus? Esta é a doutrina da mediação, onde os homens precisam passar por Maria para chegar até Jesus, que por sua vez os leva a Deus. Existe ao menos um versículo bíblico que mostre isso claramente? Muito pelo contrário, a Bíblia diz que só Jesus é o mediador e através dele temos livre acesso a presença do Pai: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriemo-nos na esperança da glória de Deus” (Romanos 5:1,2; confira: Efésios 2:18 e 3:12). Ele é o único e suficiente caminho que conduz a Deus (João 14:6; Hebreus 10:19-25).

Pe. Zezinho finaliza sua carta afirmando: “Grato por sua carta. Mostrou-me porque devo lutar pela compreensão entre as igrejas. É por causa de gente como você”. O catolicismo não prega este ecumenismo tão puro quanto imaginamos. As igrejas protestantes de fato são consideradas seitas. E ainda: o ecumenismo que o catolicismo pretende é todas as igrejas unidas em torno dele. A Igreja Católica Apostólica Romana como a única verdadeira e as outras debaixo das suas asas. Mas um crente genuíno jamais se dobrará diante do catolicismo, jamais cultuará uma imagem, jamais crucificará Jesus Cristo constantemente na Eucaristia, jamais crerá no purgatório e nas indulgências, que são contrapontos ao plano salvítico de Deus em Cristo Jesus. É por causa de pregadores como o Pe. Zezinho que milhares de pessoas são iludidas, são enganadas, aproximadas de Maria com a promessa de estarem agradando a Deus, quando na verdade estão se distanciando cada vez mais dele e caminhando para o inferno. Falsos profetas como o padre Zezinho são pedras de tropeço que envolvem milhões de almas nas mais densas trevas.

No final dos slides que li, o autor fecha afirmando: “Tudo por Jesus, nada sem Maria”, seguindo-se várias imagens de pinturas e esculturas de Maria, inclusive sendo aclamada por anjos. Quanto a isso, basta-nos Romanos 11:36: “Porque dele e por meio dele e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém”..

A GRANDE E SUPREMA RESPOSTA QUE PODEMOS DAR NÃO SOMENTE À CARTA DE PADRE ZEZINHO, COMO A TODAS AS DOUTRINAS CATÓLICAS ROMANAS É UMA SÓ: A BÍBLIA.

Mizael de Souza Xavier
Tel: (84) 9425-3294
<!--[if !supportFootnotes]-->



<!--[endif]-->
<!--[if !supportFootnotes]-->[1]<!--[endif]--> Segundo o pensamento do autor não é a conversão a Cristo que confere ao crente o dom do Espírito Santo, mas uma anterior devoção à Maria, o que confirma as demais doutrinas que afirmam ser necessário encontrar a Cristo somente através de Maria.



15 comentários:

  1. Pastou Mizael de Souza Xavier vc já viu está Treplica respondendo tudo que vc escreveu aqui ? http://www.youtube.com/watch?v=7fWSIOqNqmQ&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
  2. pastorzinho seu negocio é dinheiro, dizimo e luxo em quanto seus fies passam necessidade, crie vergonha na cara vagabundo estelionatario

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em primeiro lugar, quem dera pela graça de Deus eu fosse pastor. Seria a maior bênção da minha vida depois da salvação. Em segundo lugar, o seu comentário apenas demonstra a sua arrogância e a sua ignorância. Se você olhar outras postagens no meu blog, verá críticas imensas contra os "pastores" do tipo que você acabou de falar, que são de fato vagabundos e estelionatários. Em terceiro lugar, quando você comentar publicamente algo, tenha bastante cuidado, não somente para não incorrer no crime de calúnia e difamação, como também para não se expor demais e as pessoas verem seu caráter por meio de suas palavras. Desde já agradeço o comentário, ao menos é sinal de que leu a matéria.

      Excluir
  3. ola mizael sou geraldo goulart e por a acaso hoje 11/05/2014 vi seu blog e achei otimo para evangelizar catolicos como eu fui hoje congrego na igreja batista e achei estranho um comentario acima de um tal canal sertanejo. - Siga pregando a verdadeira palavra de Deus e Ele te recompensara. abraços.

    ResponderExcluir
  4. Sabe o que mais me doi ao ler essas postagens. O simples fato de que hoje religião virou busca de uma verdade hipócrita de quem estar certo ou errado. Se as pessoas se preocupassem mais em amar a Deus, ao próximo, e a tudo que ensejar a beleza do amor, não precisaríamos usar linhas e linhas, para justificar o ato de uma ou outra igreja. Nós católicos, pelo menos os de verdade, não adoramos maria... Mas temos sim ela como modelo missionário e como intercessora junto a Jesus, assim como ela intercedeu junto a Ele, em vários trechos da bíblia. Onde aliás não precisamos decorar versículos e versículos isolados, so para cada vez mais gerar polêmicas ou mostrar domínio bibliológico. Eu apoio o amor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FAÇO MINHAS AS TUAS PALAVRAS SEU ANTNIO FALOU TUDO NÃO SÃO TODOS OS EVANGÉLICOS QUE DESPRESAM MARIA SABE QUE ELA É A MÃE DE JESUS E RESPEITAM ISTO MAIS A MAIORIA FAZEM O CONTRÁRIO ACUSAM CONDENAM A DESPRESAM A FAZEM EXATAMENTE O CONTRÁRIO QUE DO QUE DEUS MANDOU NÃO CONDENEM PARA NÃO SEREM CONDENADOS NÃO JULGUEM PARA NÃO SEREM JULGADOS SE ACHAM CAPACITADO PARA JULGAR E CONDENAR A ESPOSA DO ESPIRITO SANTO FILHA DE DEUS PAI TODO PODEROSO E MÃE DE JESUS CRISTO O NOSSO SALVADOR ENALTECE O FILHO E CHUTAM SUA MÃE GOSTARIA DE VER SE FEZESSEM ISTO COM A MÃE DELES O QUE ELES FARIAM? SERÁ QUE GOSTARIAM DISTO? VER MALTRATANDO SUAS MÃES FICARIAM DE BOCA FECHADA? PAGO PARA VER A MENOS QUE ELES TIVESSEM NASCIDO DE UMA ABÓBORA SEM SENTIMENTO NENHUM AI SIM NÃO ARIAM NADA SALVE MARIA SALVE A SANTISSIMA TRINDADE PAI FILHO ESPIRITO SANTO AMÉM

      Excluir
  5. Mizael , Maria foi agraciada diante de Deus quando o anjo gabriel lhe disse ao sauda-la : Encontraste graça diante de Deus . Agora mediga a qual outra mulher Deus envou um anjo e mandou ele falar que ele encontrou graça diante dela?. Diante de todas as mulheres ele a escolheu . Màs vocês protestantes de se ajoelhar em seu quarto resar e pedir a Deus perdão pelos seus pecados ,não ,se sentem bem em denigrir a imagem dela que filho gosta de que falem mal de sua mãe nenhum então serà que Jesus como unico filho dela gosta do que muintos fazem? Não quero me sentir melhor que vocês màs eu como filha de Deus e batizada estou a procurada perfeição . Obrigada por ter falado isso de Maria me mostra o quanto devemos resar por nòs e por vocês . Que Deus proteja e em seu infinito amorr nos salve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Pesquise na Bíblia homens de Deus que acharam também graça diante de Deus. Você encontrará. Uma coisa Maria tem de única: só ela deu à luz ao Salvador. Isso não a torna "cheia de graça", isto é, concebida sem a mancha original do pecado, mas apenas alguém que Deus agraciou com a maternidade do seu Filho. Somos todos agraciados quando aceitamos a Jesus, pois Ele nasce em nós e vive em nós pelo seu Santo Espírito. Maria era pecadora como eu e você. Ela precisava e alcançou a salvação pela fé.

      Excluir
  6. Religião serve para isso: congregar as pessoas em torno de uma crença e fazer o bem aos outros.
    Religião não serve para isso: cegar as pessoas e fazê-las cometer atos hostis por palavras e atos, como vemos dessas cartas e suas réplicas e tréplicas.
    Nas discussões os fiéis raramente se respeitam e acham que os outros é que vão para o inferno. É uma discussão inútil. A fé ajuda os fiéis, mas não há prova alguma que exista um Deus, um céu ou um inferno. Tudo isso está aqui mesmo, na Terra, na única vida que vivemos.

    ResponderExcluir
  7. Certo dia um grande filósofo grego disse: SÓ SEI QUE NADA SEI... irmãos não entrenós em discussão sobre religião, porque a religião certa é aquela que te deixa em um verdadeiro estado de AMOR...tudo vai passar quem não passara é o amor de Deus que na sua infinita misericórdia nos salvara. E Maria mãe Jesus, que o amamentou, queno beijou, que deu carinho e o abencou... Na minha simples opinião é dos mistérios de Deus na humanidade.

    ResponderExcluir
  8. Querido, acaso Jesus também não é Deus? A biblia que eu tenho na minha casa diz que Jesus e Deus são um só. Se formos pensar isso com os pensamentos humanos nunca iremos entender.
    "jamais crucificará Jesus Cristo constantemente na Eucaristia" . Amado, a Eucaristia é o corpo de Cristo, o verdadeiro amor que Jesus tem por nós. E se fosse Jesus pudesse fazer tudo novamente, Ele iria fazer por causa dos seus pecados e dos meus tambem. A Igreja não diz que vc só vai ter um encontro pessoal com Jesus se primeiro vc se encontrar com Maria. Muito pelo contrario. O véu foi rasgado e todo aquele que quizer se aproximar do Filho tem livre acesso. Não vou lhe dizer que existem pessoas que se dizem católicos que põe Maria no lugar de Deus. Existe sim! Mas não sou todos! O verdadeiro católico sabe o lugar que Maria teve no projeto de salvação. Maria não pode salvar ninguem, a igreja diz o que a bíblia nos mostra: que Jesus é o único salvador e único mediador entre Deus e os homens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, Jesus jamais faria tudo novamente, porque significaria afirmar que o sacrifício dele não foi único, perfeito e definitivo como lemos na Bíblia. Não é necessário mais nenhum sacrifício. Leia o livro de Hebreus. A Eucaristia presume sacrificar Cristo em todas as celebrações, o que é totalmente contra as Escrituras. A ceia do Senhor era para ser um momento de recordação até que Ele venha, como é feito na igreja reformada. Glória a Deus por sua Palavra infalível!

      Excluir
  9. Não seria mais fácil ir em casas noturnas boca de fumo ou bordéis converter esses? Por que precisam ficar discutindo e ofendendo pessoas que já tem sua fé?

    ResponderExcluir
  10. Não seria mais fácil ir em casas noturnas boca de fumo ou bordéis converter esses? Por que precisam ficar discutindo e ofendendo pessoas que já tem sua fé?

    ResponderExcluir
  11. Lu Delfino:
    Lamentável vê todos os dias pessoas como o Paulo Souza autor da primeira carta ao padre Zezinho o protestante que iniciou toda essa discussão ofensiva não só ao padre que é querido até mesmo por muitos evangélicos(os de fato cristãos) e a todos nós católicos e principalmente a mãe de Jesus.
    Bem se vê a pequenez de conhecimento e formação tanto do "evangélico" Paulo como de Mizael autor desse jornal que está mais para um resumo de veículos da Bíblia.
    Quando alguém diz que é um ex católico ou ele tenta enganar as pessoas ou ele é um enganado de si mesmo. Pois não dá pra deixar de ser aquilo que vc nunca foi de fato. Ir uma igreja assistir cultos ou missas SEM NUNCA estudar, participar, vivenciar conhecer de fato a religião ou seita,doutrina que se participa SEM buscar formações não é e nunca será o suficiente principalmente pra vc realmente dizer eu *sou ou fui católico*, ficar no banco só dizendo *ó Senhor!*, é uma coisa mas estudar a palavra, a religião o pq dos rituais? o quê? tua igreja realmente prega e porque prega isso ou aquilo aí meus amigos Paulo e Mizael Souza, aí sim é uma outra historia bem diferente.
    Já ouvi e vi muitos e muitas evangelic@s dizer "quando eu era católico eu fazia tudo de errado" "eu era viciado e vivia jogado" ou ainda " eu nunca consegui mudar quando era católico*, mas o pastor fulano ou beltrano me mudou". Aff!! Aff! E mil vezes Aff! Em nenhum momento da minha vida ouvi nenhum padre ou catequistas ou qualquer outro membro católico dizer que eu podia fazer tudo de errado, ou algum padre dizer que pode usar droga muito menos vê alguém vender drogas missas ou nas pastorais. E o que é mais triste é vê as pessoas entenderem que o responsável pela sua mudança e salvação, é o outro(padre, pastor, pai de santo,espírita...) Só existe uma única pessoa neste mundo responsável por sua mudança e salvação *VOCÊ* e ninguém mais, e ambas devem ser trabalhadas e perseveradas todos os dias e só as alcançamos unidos a Deus em muita oração e prática da caridade, nos importando com o outro e fazer o bem a ele e a vc próprio.
    Lu Delfino

    ResponderExcluir

Por favor, jamais comente anonimamente. Escrevi publicamente e sem medo. Faça o mesmo ao comentar. Grato.